terça-feira, 21 de setembro de 2010

Dia da Árvore

São Paulo, a cidade de concreto e de muita poluição, tem uma das menores taxas de áreas verdes por habitante. Das trinta e uma regiões da cidade, apenas dez ultrapassam os índices recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que é de 12 metros quadrados. A região de Vila Prudente é a pior e a de Parelheiros a melhor.

Nos últimos anos, a administração municipal tem plantado muitas árvores nas calçadas, mas até que todas elas se desenvolvam vai levar muito tempo. Muitas das arvores da cidade - as mais antigas -, como não recebem nenhum cuidado especial, estão morrendo ou sendo atacadas por várias pragas.

A cidade e seu verde

Bela Vista

Hospital Matarazzo, bairro da Bela Vista
Bela Vista

Rua Itapeva, bairro da Bela Vista

Bela Vista

Rua Herculano de Freitas, bairro da Bela Vista
Bom Retiro

Centro Cultural Oswald de Andrade, bairro do Bom Retiro

Sé

Praça da Sé
Belenzinho

Rua Conselheiro Cotegipe, bairro do Belém

Higienópolis

Av. Higienópolis

Pacaembú

Bairro do Pacaembú

Vila Itororó, Bela Vista. SP

Vila Itororó, bairro da Bela Vista

Vila Maria Zélia

Vila Maria Zélia, bairro do Belenzinho

Sede da IRFM - Matarazzo, Brás

Sede Mararazzo, Rua Joli, bairro do Brás

2 comentários:

odlavoira disse...

Oi Helio, pra vc ter inveja:
Araraquara/SP (a cidade onde moro) apresenta hoje o invejável índice de 64,0 m² de área verde por habitante. Para se ter uma idéia mais concreta do que isso significa, a (OMS) Organização Mundial de Saúde, recomenda um índice de 12 m² por habitante. Portanto, Araraquara possui um percentual bem acima da maioria das cidades do Brasil e do mundo! Abração no Coração!

Hélio Bertolucci Jr. disse...

Oi Ari,
Pois é, aque Araraquara mantenha esta qualidade de vida para seus habitantes. Que tenha verticalização mas tudo muito bem pensado. Abs,