quinta-feira, 15 de abril de 2010

Campos Elíseos

Localizado no distrito de Santa Cecília, na região central da cidade de São Paulo, este bairro foi o primeiro de alto padrão da cidade, onde moravam abastados fazendeiros de café. No bairro também está localizado a antiga Sede do Governo do Estado de São Paulo, que após sofrer um incêncido mudou-se para o Palácio dos Bandeirantes no Morumbi.
Foi loteado por empresários suiços, em especial por Fernando Glete e o alemão Victor Nothmann e as ruas foram batizadas com seus sobrenomes e seus países de origem, como: Alameda Glete, Alameda Nothmann, Alameda Cleveland e Rua Helvetia (demonição para Suiça).
Muitos dos casarões e mansões foram demolidas, dando lugar a novos empreendimentos imobiliários, o
utros continuam de pé, alguns abandonados, sublocados virando cortiços para a população de baixa renda e pensões.

Apesar de abrigar a maior chaga social da cidade, onde usuários de drogas perambulam pelas ruas deste bairro, a localidade não perde seu glamour com residências - entre outras construções - que sobrevivem ao tempo esperando dias melhores.



Campos Elíseos


Av. Rio Branco

Foto: Hélio Bertolucci Jr ©

Campos Elíseos


Av. Rio Branco

Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©


Campos Elíseos


Antigo Palácio do Governo do Estado de São Paulo

Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©

Campos Elíseos


Av. Rio Branco

Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©

Campos Elíseos


Largo Coração de Jesus

Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©


Campos Elíseos


Largo Coração de Jesus

Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©


Campos Elíseos
Quitanda na Alameda Glete


Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©


Campos Elíseos


Aos pedaços o Palacete do Barão do Rio Pardo, na Alameda Piracicaba

Foto: Hélio Bertolucci Jr. ©

Veja mais fotos:

7 comentários:

sulapiesan disse...

Este é mais um belo ensaio fotográfico. Parabéns por documentar tão bem nossa realidade.

sulapiesan disse...

Este é mais um belo ensaio fotográfico. Parabéns por documentar tão bem nossa realidade.

paulo disse...

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_dos_Campos_El%C3%ADsios

situando no tempo e na história... o palácio do campos eliseos... residencia de Elias Chaves.

Hélio Bertolucci Jr. disse...

Obrigado Paulo por seu comentário.

Jorge Luis Stocker Jr. disse...

Impossível assegurar a preservação do patrimonio quando o próprio valor exorbitante dos terrenos inviabiliza qualquer iniciativa de manutenção do prédio antigo! Continue seu trabalho, tenho certeza que os olhos vão se abrindo...

Rafael Dantas disse...

Gostei muito do blog e fico feliz em saber que outras pessoas estão atentas a esses absurdos. Sou de Salvador e aqui também temos vários casarões muito bonitos como esses mostrados. Em especial na capital baiana o Corredor da Vitoria se destacava com vários chalés e palacetes, com vários estilos entre eles o neoclássico e eclético. Assim como a Avenida Paulista, os casarões do Corredor da Vitoria aos poucos foram sendo demolidos e hoje temos uns seis. Em outros bairros como a Graça e a Barra, podemos encontrar também vários exemplos de casarões do século XIX, finais do século XIX, e século XX.
Assim como em Campos Elíseos, muitos estrangeiros chegaram a Salvador e construíram suas residências principalmente nos bairros citados a cima.
Notei forte semelhança entre os gradis dos casarões das imagens da postagem, e os gradis dos casarões da Vitoria. O casarão da segunda fotografia é muito parecido com um que ainda temos aqui. Já alguns elementos do casarão da quarta imagem, lembram outro palacete do corredor da Vitoria. O palacete da ultima imagem está bem próximo dos casarões do centro de Salvador, os estilos são os mesmo, e infelizmente o estado de conservação também.
No meu blog também abordo a situação dos casarões de Salvador. Esse é o link:
http://rafaeldantasbahia.blogspot.com/

Parabéns e até mais.

Hélio Bertolucci Jr. disse...

Rafael
Obrigado por sua visita ao blog e seus comentários.
Já estive duas vezes em Salvador e imagino o quanto a cidade precisa de de leis e incentivos para sua preservação arquitetônica.